Semana de moda da Colômbia tem primeiro desfile plus size de sua história

A Modacolombia, semana de moda da Colômbia, está em sua 28ª edição e nesta terça-feira, 25, contou com uma passarela histórica: o primeiro desfile plus size. A marca Elena Plus Clothing, que existe há 30 anos, mostrou a coleção ‘Size Revolution’, no espaço ‘El Cubo’, passarela que reúne iniciativas inovadoras, empreendedores e novos estilistas.

A coleção trouxe jeans com apliques de pedraria, bordados, estampas e muitos tecidos com lycra. Na paleta de cores, o índigo se destacou, mas também apareceram preto e branco. As peças eram bastante básicas e comerciais.

photo: Hilton Costa

Para produzir as peças desse desfile e renovar a marca, a Elena Plus Clothing contou com patrocínio da prefeitura de Medellín com projeto Épica: Desafio de Inovação. O programa municipal estimula o crescimento e profissionalização de marcas de moda locais.

Natalia Franco, designer e sócia da marca, contou que a inspiração da coleção foi uma mulher rebelde e revolucionária que sabe que pode ser atraente e estar na moda independentemente de seu tamanho.

Por muito tempo regras que diziam que a mulher mais curvilínea deveria esconder o próprio corpo foram tidas como verdades inquestionáveis. É natural que neste momento de libertação o caminho mais fácil seja o de expor as curvas como principal atributo. No entanto, a moda curvy ainda caminhará para um amadurecimento e deixará para trás também o estereótipo de mulher-desejo.

A Elena Plus Clothing ainda não chegou às passarelas principais do evento onde desfilam os estilistas mais renomados. Contrapontos à parte, o primeiro desfile plus size na semana de moda da Colômbia é um passo importante para tornar a moda mais acessível para as mulheres reais, ainda mais em um país que já foi bastante conhecido pela busca numerosa de cirurgias plásticas.

Ficou a cargo da grife de lingerie Leonisa inserir de forma sutil o movimento ‘curvy’ na passarela principal da Colombiamoda. Leonisa deixou para trás a tradição de reunir um time de modelos colombianas à la Victoria’s Secret. No desfile, que também foi realizado nesta terça-feira, 25, entraram na passarela mulheres com corpos mais próximos aos reais para apresentar as peças íntimas.

Para o mercado e para as consumidoras, é rentável e icônico a existência de marcas especializadas no segmento plus size. Esse foi o papel de Elena na Colombiamoda. Outro passo rumo à uma indústria fashion mais real e menos excludente é que marcas comuns tenham uma grade de tamanhos e modelagens mais próximas ao corpo real das mulheres. Isso foi o que Leonisa esboçou na semana de moda da Colômbia. Primeiros passos de uma longa caminhada.

Também é fundamental ressaltar que as modelos que cruzam comumente as passarelas colombianas não seguem o padrão de beleza (ou melhor dizer magreza?) europeu – e sequer brasileiro. Em desfiles tradicionais, já são vistas mulheres com quadris mais largos e que nem sempre são tão altas.

Por outro lado, a semana de moda da Colômbia valoriza traços mais harmônicos e os longos cabelos – preferência das latinas. Apenas, nesta edição modelos com rostos mais exóticos – como as que são vistas na São Paulo Fashion Week e em semanas de moda internacionais – começaram a ganhar mais espaço.

* Repórter viajou à convite da Inexmoda.